Estreito do Dardanelos - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Estreito do Dardanelos


  Geografia Fisica

Ligação entre a Europa e a Ásia e lugar de grande importância estratégica e comercial, já que domina a entrada do mar Mediterrâneo para Istambul e para o mar Negro, o estreito dos Dardanelos ocupa, junto com o de Bósforo, um papel relevante na história do Velho Mundo.

O estreito dos Dardanelos liga o mar Egeu ao de Mármara e separa a península de Gallipoli, na Europa, da de Anatólia, na Ásia. Com 61km de extensão, sua largura varia de apenas 1.200m (em frente à cidade de Çanakkale) a sete quilômetros, com 55 a 95m de profundidade. Os Dardanelos (o antigo Helesponto dos gregos) deve seu nome à cidade de Dardanus (próxima à antiga Tróia).

A navegação pelo estreito é perigosa devido às fortes correntes: uma, superficial, que corre do mar de Mármara para o Egeu, é compensada por uma contracorrente, de águas mais salgadas. O litoral é alto mas regular, com poucos abrigos naturais para a construção de portos. Os dois lugares de alguma importância em que se pode atracar são Gallipoli, na Turquia européia, e Çanakkale, no lado asiático.

Em 480 a.C., os persas, comandados por Xerxes, cruzaram o estreito com uma ponte de barcos; sua intenção era conquistar a Grécia. Em 334 a.C., Alexandre o Grande também o atravessou, mas em direção contrária. Desde o século XV da era cristã, os dois lados estiveram sob controle turco.

Na primeira guerra mundial, as potências aliadas pretenderam conquistar a zona do estreito para facilitar o envio de auxílio à Rússia, mas a Turquia, aliada dos alemães, o impediu. Em 1923, foi determinada a desmilitarização do estreito; em 1936, porém, a convenção de Montreux concedeu à Turquia o direito de remilitarizar a zona.


Veja também: