Enguia - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Enguia


  Taxonomia

Peixe cuja biologia e ciclo vital representaram durante muito tempo um enigma para os cientistas, a enguia é muito apreciada desde a antiguidade pela delicadeza e maciez de sua carne.

Conhecem-se como enguias diversas espécies de peixes serpentiformes da classe dos osteíctes, ordem dos angüiliformes (ápodes). Habitam águas litorâneas dos oceanos Pacífico, Índico e Atlântico, a partir das quais sobem os cursos fluviais. A enguia comum europeia (Anguilla anguilla) é um peixe comprido, cujo aspecto se assemelha bastante ao de uma cobra. Tem a pele escura no dorso e prateada no ventre. As fêmeas medem até 1,5m de comprimento e os machos são um pouco menores.

Por muito tempo o ciclo biológico da enguia foi uma incógnita para os cientistas, e só no final do século XIX se descobriu o alevino da enguia, até então considerado de outra espécie. A origem da enguia, porém, continuou um mistério até a década de 1920, quando, após anos de estudos, o dinamarquês Johannes Schmidt descobriu que a postura das enguias do Atlântico se realiza no mar dos Sargaços, no mês de fevereiro, a uma profundidade de aproximadamente 400m, onde nascem os alevinos, que se transformam em leptocéfalos e são arrastados pela corrente até as costas da América e Europa, onde só então se tornam enguias adultas e remontam os rios.
Processos similares ocorrem com as espécies dos oceanos Índico e Pacífico.

As enguias vivem nos rios por um período de quatro a oito anos, após o que retornam ao mar para desovar. São peixes muito apreciados na Europa e no Japão, pelo delicado sabor de sua carne, já gabada por escritores gregos e latinos. No Brasil não há enguias verdadeiras.



Veja também:




Copyright © 1999 - 2021 - Development by Dolci Tecnologia. Todos os direitos reservados