Embriologia da pele e anexos - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Embriologia da pele e anexos


  Embriologia

Epiderme
    A pele e seus anexos tÛm origem dupla: epiderme, pÛlos, unhas, glÔndulas sebßceas e sudorÝparas tem origem ectodÚrmica e a derme tem origem mesodÚrmica.

    Epiderme: Inicialmente Ú um epitÚlio simples c·bico porÚm com o passar do tempo passa a ter duas camadas, sendo a mais externa constituÝda por cÚlulas achatadas. Gradualmente, graþas Ó proliferaþÒo e diferenciaþÒo da camada mais profunda, ele se torna estratificado pavimentoso c¾rneo, com suas camadas caracterÝsticas: basal, espinhosa, granulosa e c¾rnea.

    Deme: Do mesoderma local originam-se fibroblastos que produzem fibras do conjuntivo, vasos sanguÝneos e linfßticos e fibras musculares lisas dos m·sculos eretores do pÛlo. O limite entre a derme e a epiderme, antes regular, torna-se irregular, formando saliÛncias, as papilas dÚrmicas.

    PÛlos: Formam-se pela proliferaþÒo da epiderme formando brotos epiteliais que se afunda no mesoderma subjacente. A extremidade de cada broto dilata-se e engloba uma porþÒo do mesoderma formando a papila do pÛlo. As cÚlulas epidÚrmicas que envolvem a papila proliferam intensamente e se queratinizam, migrando para as superfÝcie da pele formando o pÛlo.

    GlÔndulas sebßceas: Estas estruturas originam-se como divertÝculos do broto que originarß o pÛlo, divertÝculos esses que penetram no mesoderma que os envolve. Essa origem explica por que essas glÔndulas estÒo usualmente associadas a folÝculos pilosos, desembocando em tais estruturas.

    GlÔndulas sudorÝparas: Formam-se Ó custa de proliferaþ§es ectodÚrmicas, inicialmente s¾lidas, que se aprofundam no mesoderma. A parte mais profunda do broto enovela-se e forma o corpo da glÔndula, enquanto o restante transforma-se no seu ducto.
p:

Veja também: