Elia Kazan - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Elia Kazan


  Biografias
Lavador de pratos e garçom na juventude, o cineasta americano Elia Kazan escreveu, um dia, que a solidão e a infelicidade lhe criaram profundo antagonismo aos privilegiados. As peças teatrais e os filmes que dirigiu refletem bem esse sentimento.
Elia Kazanjoglous, conhecido como Elia Kazan, nasceu em 7 de setembro de 1909 em Istambul, Turquia. Aos quatro anos, sua família, de origem grega, transferiu-se para os Estados Unidos. Kazan freqüentou a Escola Dramática de Yale e, de 1932 a 1939, foi ator do Group Theatre. Dirigiu sua primeira peça em 1934 em Nova York. Ganhou fama e prestígio na Broadway ao dirigir peças como The Skin of Our Teeth (1942; Por um triz), de autoria de Thornton Wilder, A Streetcar Named Desire (1949; Um bonde chamado Desejo), de Tennessee Williams, e Death of a Salesman (1949; Morte de um caixeiro-viajante), de Arthur Miller, entre outras.
Começou a dirigir filmes em 1944, após aparecer como ator em City for Conquest (1940; Dois contra uma cidade inteira) e Blues in the Night (1941; Uma canção para você). Seus filmes, muitos dos quais incorporam temas sociais e o pensamento liberal, incluem A Tree Grows in Brooklyn (1945; Laços humanos), Boomerang (1946; O justiceiro), Gentlemen"s Agreement (1947; A luz é para todos), sobre anti-semitismo, e Panic in the Streets (1950; Pânico na rua), sobre uma epidemia de peste bubônica. A Streetcar Named Desire (1951; Uma rua chamada pecado) e On the Waterfront (1954; Sindicato de ladrões), com Marlon Brando, foram premiados com o Oscar.
Cresceu a celebridade, mas bons e maus filmes se alternaram: East of Eden (1955; Vidas amargas), com James Dean; Baby Doll (1956; Boneca de carne); Wild River (1960; Rio violento), obra-prima sobre o vale do Tennessee na década de 1930; Splendour in the Grass (1961; Clamor do sexo); America, America (1964; Terra de um sonho distante), semi-autobiográfico; e The Last Tycoon (1976; O último magnata), a melhor versão do romance de Scott Fitzgerald na tela.
{disp

Veja também: