Dragagem - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Dragagem


  Ecologia

A limpeza do fundo do mar e de rios ou lagos para a eliminaþÒo de entulhos e dep¾sitos, bem como a extraþÒo de materiais e minÚrios desse meio aqußtico, sÒo operaþ§es que s¾ se tornaram tecnicamente vißveis desde a segunda metade do sÚculo XIX.

Dragagem Ú a operaþÒo que consiste em desobstruir uma ßrea coberta de ßgua mediante a utilizaþÒo de mßquinas (dragas) com os mais variados objetivos, tais como: estabelecer ou manter profundidade satisfat¾ria em portos, docas, rios e canais, de modo a permitir a navegaþÒo; remover materiais com o fim de permitir a cravaþÒo de fundaþ§es sob as ßguas; promover a limpeza de rios ou lagos, para conservar ou aumentar sua capacidade de descarga; auxiliar na abertura de canais de drenagem e irrigaþÒo; e facilitar a exploraþÒo econ¶mica de areia, barro e minÚrios.

A evoluþÒo da ind·stria naval, com o aumento do calado dos navios, principalmente petroleiros e graneleiros, provocou grandes mudanþas nos ancoradouros e suas principais vias de acesso, que precisavam ser mais profundos. A dragagem passou, entÒo, a ter vital importÔncia, tanto na fase de construþÒo dos portos como em sua exploraþÒo e operaþÒo comercial.

A deficiÛncia de profundidade dos portos e ancoradouros provoca grandes transtornos e imp§e o emprego de navios de menor tonelagem, alÚm de impedir a utilizaþÒo da plena disponibilidade de carga dos navios maiores. Tais fatos levam ao encarecimento dos fretes e geram a necessidade de recorrer-se a pequenas embarcaþ§es para carregamento dos navios ao largo, o que aumenta consideravelmente o tempo das operaþ§es de manobra e atracaþÒo.


Draga

A draga nasceu de um tipo de escavadeira inventada em 1836, movida a vapor. Quando se desenvolveram motores de combustÒo e, posteriormente, elÚtricos, a utilizaþÒo da draga viu-se muito ampliada e aperfeiþoou-se com os progressos da engenharia mecÔnica. O tipo mais simples de draga Ú o de caþamba, em geral instalada na margem, num sistema de caixas flutuantes, ou numa embarcaþÒo. A draga de balde Ú mais aperfeiþoada, pois se vale de conchas ou garras que, presas a uma esteira contÝnua, fecham-se ao se encherem de material e abrem-se no momento da descarga.

De tecnologia posterior sÒo as dragas de sucþÒo, providas de possantes bombas que aspiram a areia ou o lodo e os detritos para descarregß-los em seu pr¾prio convÚs ou numa superfÝcie que se queira aterrar, junto Ós margens. As draglines sÒo dragas maiores e de capacidade especial, usadas geralmente para garantir a navegabilidade dos canais.


Veja também: