Deserto de Neguev - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Deserto de Neguev


  Geografia Fisica
A agricultura irrigada, a mineração e a urbanização empreendida no século XX mudaram a face do Neguev, cujo nome, em hebraico, alude à aridez do lugar.
Com cerca de 12.170km2, o deserto de Neguev, no sul de Israel, equivale a mais da metade da superfície do país. Tem forma de triângulo, com vértice em Elat, no golfo de Aqaba, ao sul. Limita-se a oeste com a península do Sinai e a leste com o vale do Jordão. Não tem fronteiras definidas ao norte, onde se une à planície costeira, ao planalto e ao deserto da Judéia. O Neguev, que integra a depressão do mar Morto, apresenta crateras de erosão alongadas (makhteshim) e cercadas de penhascos.
As precipitações são baixas no sul, mas na área de Beersheba chegam a 300mm anuais, o que viabiliza a agricultura. No inverno, são comuns chuvas repentinas e breves. Cursos d"água temporários (ueds) cortam a região mais acidentada. Restos do neolítico e da idade dos metais indicam que o Neguev é habitado desde a pré-história. Nos tempos bíblicos, era uma área de pastagens onde, mais tarde, os nabateus praticaram a agricultura. Importante celeiro do Império Romano, após a conquista árabe, no século VII, a região ficou entregue a beduínos por mais de 1.200 anos.
A modernização agrícola do Neguev iniciou-se com a implantação, em 1943, de kibbutzim (fazendas coletivas). Após a criação do Estado de Israel (1948), a região ganhou importância e, graças à irrigação, os férteis solos de loess produzem excelentes safras de cereais, forragem, frutas, legumes e verduras. Exploram-se potassa, bromo e magnésio em Sedom, ao sul do mar Morto, cobre em Timna, e gás natural em Rosh Zohar. Grandes depósitos de argila e sílica abastecem as indústrias de cerâmica e de vidro. Em Oron e Zefa há usinas de processamento de fosfato. A principal cidade do Neguev é Beersheba. Entre os núcleos urbanos planejados no século XX, destacam-se Arad, Dimona e Elat, única saída de Israel para o oceano Índico.

Veja também: