Deserto de Namibe - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Deserto de Namibe


  Geografia Fisica

Na língua da tribo dos namas, Namibe significa "região onde não há nada", expressão que faz referência ao aspecto extremamente árido e inóspito do deserto africano que leva esse nome.

O deserto de Namibe se estende por 1.900km ao longo da costa atlântica, no sudoeste da África, da província do Namibe (ex-Moçâmedes), em Angola, até o rio Orange, entre a Namíbia e a África do Sul. Sua maior parte se encontra em território namíbio. Uma linha de planaltos e maciços montanhosos separa o Namibe do deserto de Kalahari. O Namibe divide-se em três faixas: a região litorânea, muito estreita e sujeita a influências marinhas; o Namibe Exterior, que ocupa o restante da metade ocidental do deserto; e o Namibe Interior, que constitui a parte oriental.

Situado em região onde quase não chove, o Namibe apresenta uma rede hidrográfica muito pobre. Na metade norte, os rios maiores alcançam o oceano, mas entre os rios Kuiseb e Orange todos os cursos de água, procedentes de planaltos interiores, terminam em depressões salinas ou pântanos entre as dunas. Só os rios Cunene e Orange são permanentes.

A aridez do Namibe se deve em parte à influência da corrente marítima de Benguela. No litoral, as temperaturas variam pouco da noite para o dia ou do inverno para o verão, com médias entre 10o e 16o C. No interior, registram-se no verão médias entre 31o e 38o C. A vegetação do Namibe é variada, mas escassa. Há uma planta exclusiva da região, o tumbo (Welwitschia mirabilis), de folhas gigantescas que se estendem pelo chão. A importância econômica do deserto advém do garimpo de diamantes, das rotas de comércio, das zonas marítimas de pesca e do potencial turístico. Uma estrada de ferro liga, através do deserto, os portos de Walvis Bay e Lüderitz com a África do Sul.


Veja também: