Crocodilo - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Crocodilo


  Taxonomia

Dotados de temíveis mandíbulas e dentes poderosos, os crocodilos formam um dos grupos de vertebrados terrestres mais antigos. Já existiam no período triásico, há cerca de 200 milhões de anos, e seus antepassados conviveram com os dinossauros, a que são aparentados.
O termo crocodilo designa os répteis pertencentes à ordem dos crocodilianos (21 espécies atuais), especificamente os representantes da família dos crocodilídeos (gênero Crocodilus). À mesma ordem pertencem os gaviais, os jacarés e os aligatores.


Características gerais

Os crocodilianos são anfíbios. Em terra, apresentam três tipos de marcha: lenta, com o abdome bem levantado sobre o chão; reptante, principalmente na descida de barrancos; e galopante, com os membros anteriores e posteriores funcionando simultaneamente. Os dedos são achatados, por adaptação à vida aquática, e têm fortes garras. Nas extremidades anteriores há cinco dedos e nas posteriores quatro. Como os outros répteis, são de sangue frio. Sua temperatura se adapta à do ambiente e varia em função desta. Os crocodilos têm o corpo coberto de sólidas placas e escamas córneas. Muitas espécies de crocodilos ostentam uma crista que vai do dorso à cauda; esta é robusta e potente e tem uma função propulsora na água.

As mandíbulas são rijas e se prolongam em forma de focinho. Os dentes, cônicos, todos de dimensões similares e implantados em alvéolos, acham-se dispostos em longas fileiras. Quando se desgastam, em seu lugar surgem dentes de substituição, que crescem sob os primeiros. A cavidade bucal é separada das fossas nasais por um palato ósseo. Quando o réptil mergulha, os orifícios das fossas se fecham pela ação de uma válvula muscular que impede a penetração de água. Analogamente, os ouvidos se fecham pela ação de outras válvulas quando o crocodilo imerge. Os crocodilianos usam amplamente a comunicação vocal, possuindo um amplo repertório de sons. Em algumas espécies, até os filhotes vocalizam de dentro do ovo.

Os crocodilos apresentam certas características anatômicas que fazem deles répteis bastante evoluídos, o que contradiz com seu aspecto externo. Possuem um tabique, parcialmente formado por um tecido muscular, que separa da região abdominal os órgãos contidos na região torácica, como os pulmões ou o coração. Este, como o das aves e mamíferos, tem quatro cavidades, o que impede a mescla do sangue arterial com o venoso.

A alimentação é onicarnívora, compreendendo desde mamíferos e aves grandes até insetos e outros invertebrados. São também comedores de carniça, inclusive de sua própria espécie. Os machos parecem defender seu território e freqüentemente lutam pela posse das fêmas. A cópula dá-se dentro d"água. Os ovos são depositados fora d"água, em ninhos, dos quais há dois tipos principais: buracos no chão e montes de folhagem, cuja decomposição fornece calor para a incubação dos ovos; os crocodilianos do Brasil adotam esse último sistema.


Crocodilídeos

Nos membros da família dos crocodilídeos, o quarto dente da mandíbula inferior se encaixa numa cavidade que existe no lugar correspondente da mandíbula superior, o que pode ser observado quando a boca se fecha. O crocodilo-do-nilo (Crocodylus niloticus) chega a cinco metros de comprimento e uma tonelada de peso. A cauda forma quase metade do comprimento do corpo e é achatada no sentido lateral. A pele, coriácea, é verde-escura no dorso e amarela na região ventral. É um vigoroso nadador que habita o Nilo e uma infinidade de rios e lagos africanos, onde captura peixes, mamíferos e aves. Põe de vinte a cinqüenta ovos.

O crocodilo-de-duas cristas (C. porosus), voraz predador de todo tipo de animais, pode chegar a mais de sete metros de comprimento. Habita as zonas costeiras e os cursos inferiores dos rios do sul da Ásia, o norte da Austrália e áreas isoladas da Oceania. O crocodilo-dos-pântanos (C. palustris) alcança quatro metros e vive em rios e lamaçais do Sri Lanka e da Índia. Na América encontram-se o crocodilo-de-focinho-alongado (C. acutus), próprio da América Central, do Caribe e das regiões tropicais, e o crocodilo cubano (C. rhombifer), cujo habitat, exclusivamente cubano, são os rios e terrenos pantanosos.
Gavialídeos. A família dos gavialídeos é formada por uma única espécie, o gavial do Ganges (Gavialis gangeticus), de sete metros de comprimento, cor esverdeada e focinho extremamente delgado e longo. Vive nos rios de Myanmar e da Índia, onde se alimenta de peixes. É o único crocodilo que não ataca o homem.


Aligatorídeos

Na família dos aligatorídeos, o quarto dente da mandíbula inferior fica oculto quando a boca se fecha. Essa família compreende os jacarés do gênero Caiman (de que existem duas espécies sul- americanas, o jacaretinga, Caiman crocodilus, e o jacaré-de-papo-amarelo, C. latirostris) e Melanosuchus (o jacaré-açu da Amazônia é o Melanosuchus niger) e o aligátor, do gênero Alligator.

 


Veja também: