Condor - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Condor


  Taxonomia
Nas escarpas do litoral do Chile e da Califórnia ou nos cumes da cordilheira dos Andes, pode-se ver, recortada no azul do céu, a majestosa silhueta do condor, a maior de todas as aves de rapina.
O condor pertence à ordem dos falconiformes, família dos catartídeos, e em muitos aspectos se assemelha aos abutres. A plumagem é negra, com áreas brancas nas extremidades das asas. A cabeça e o pescoço são pelados, de cor rosada no condor dos Andes (Vultur gryphus) e amarelos no da Califórnia (Gymnogyps californianus). O condor andino apresenta também uma coleira, espécie de anel emplumado de coloração branca. Os machos da espécie andina têm na parte superior da cabeça uma carúncula ou excrescência carnuda, de tonalidade parda.
O condor dos Andes chega a medir três metros de uma ponta à outra das asas abertas e alcança um peso médio de 12kg. Serve-se do bico robusto e das garras possantes para dilacerar e devorar animais mortos; embora se alimente principalmente destes, também ataca presas moribundas ou crias de algumas espécies.
O condor dos Andes ocorre da Colômbia e Venezuela à Terra do Fogo, e é especialmente abundante no Peru e no Chile. Tirando partido das correntes térmicas, voa a grande altura. Nidifica em altitudes superiores a três mil metros. Quando chega a época da reprodução, os machos fazem uma corte que lhes é característica: abrem as asas e inclinam a cabeça sobre o peito. A fêmea põe um ovo e o período de incubação dura quase dois meses.
O condor da Califórnia esteve em perigo de extinção na segunda metade do século XX, sobretudo em conseqüência da caça de que foi objeto em sua área de distribuição, reduzida a uma região da Califórnia.

Veja também: