Claude-Nicolas Ledoux - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Claude-Nicolas Ledoux


  Biografias
Arquiteto francês do século XVIII, Ledoux, em vida, foi tido por louco ou artista maldito. Foi redescoberto na década de 1920 como genial precursor da arquitetura moderna, funcional e de finalidades sociais.
Claude-Nicolas Ledoux nasceu em Dormans-sur-Marne em 21 de março de 1736. Em 1771 foi nomeado inspetor-geral das salinas da França e, em 1773, arquiteto do rei. Neoclassicista de início, realizou nesse estilo o castelo de Madame du Barry em Louveciennes, a casa da bailarina Guimard em Paris e o teatro de Besançon. Ainda nesse estilo, mas com detalhes originais, projetou em 1783 a barreira alfandegária de Paris.
Entre 1775 e 1779 erigiu sua obra principal, hoje destruída: as oficinas e casas dos operários das salinas de Arc-et-Senans, em Franche-Comté. O projeto inclui todas as instituições necessárias a uma "cidade ideal" e é o primeiro exemplo de arquitetura social realizada em formas rigorosamente funcionais.
Preso como monarquista em 1793, só foi solto em 1797. Recusou, então, as tarefas que o Diretório lhe quis confiar e dedicou-se somente à criação de seus projetos, considerados irrealizáveis. Sua arquitetura se baseava em formas geométricas como o círculo e o quadrado e seus projetos adaptavam-se à finalidade de cada construção.
Na obra L"Architecture considerée sous le rapport de l"art, des moeurs et de la legislation (1804; A arquitetura considerada do ponto de vista da arte, dos costumes e da legislação), Ledoux descreve seus projetos de edificação em forma de esferas, cilindros e pirâmides. Os mais notáveis eram teatros e prisões, cujas fachadas eram coerentes com os objetivos do uso. Morreu em Paris, em 19 de novembro de 1806.