Cirrose - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Cirrose


  Patologias

No inÝcio do sÚculo XIX, o francÛs RenÚ LaÙnnec criou o termo cirrose para designar a doenþa que, caracterizada pela presenþa de grÔnulos amarelo-alaranjados no tecido hepßtico, causa uma degeneraþÒo de conseq³Ûncias graves.
Cirrose Ú uma enfermidade que afeta o fÝgado e, do ponto de vista anat¶mico, se caracteriza pela degeneraþÒo das cÚlulas hepßticas e sua substituiþÒo pelo tecido fibroso que as conecta.


Tipos e causas. A cirrose altera o funcionamento normal do tecido hepßtico e Ú irreversÝvel. O tipo mais comum de cirrose Ú a de LaÙnnec, que tem origem na desnutriþÒo, quase sempre ligada ao alcoolismo. A progressÒo da doenþa Ú lenta e, no primeiro estßgio hß, em geral, aumento na quantidade de gordura hepßtica; posteriormente, o nÝvel de gordura desce atÚ um patamar mÝnimo e o fÝgado degenera completamente.
Existem outros tipos de cirrose, como a p¾s-necr¾tica, que resulta de infecþÒo viral ou da aþÒo de toxinas como o tetracloreto de carbono. Nesse caso, a necrose -- ou seja, morte de partes do tecido -- desenvolve-se rapidamente, no transcorrer de poucas semanas ou, no mßximo, alguns meses. Na cirrose sifilÝtica a caracterÝstica principal sÒo les§es grandes e moles no fÝgado, que erodem o tecido e, ao final, deixam-no com cicatrizes e fissuras.
Na cirrose pigmentar, ou hemocromatose, dß-se um aumento dos dep¾sitos de ferro nas cÚlulas hepßticas devido a desordens no metabolismo desse elemento, ou a um ac·mulo de ferro nos vasos, provocado por transfusÒo de sangue. O fÝgado adquire consistÛncia granular ou nodular e coloraþÒo marrom-escura.
As partÝculas de ferro podem adquirir tal densidade que obscurecem a cÚlula e inibem suas funþ§es. TambÚm fatores de cunho hereditßrio, como na doenþa de Wilson, podem provocar cirrose; nesse caso o mal se deve Ó excessiva concentraþÒo de cobre no fÝgado. O ¾rgÒo adquire uma aparÛncia esverdeada, em funþÒo da bile no tecido e, quando o mal se torna cr¶nico, ocorrem inchaþÒo, fibrose, alteraþÒo no nÝvel de gordura e abscessos.
Sintomas e tratamento. Os sintomas iniciais da cirrose sÒo do tipo gastrintestinal. Em etapas avanþadas, produzem-se hemorragias no baþo, no es¶fago e no intestino. ╔ tambÚm relativamente freq³ente o aparecimento de edema na cavidade abdominal. Na fase terminal, ocorre o coma hepßtico.
O tratamento busca restabelecer o equilÝbrio da composiþÒo sang³Ýnea. Para isso se aplicam, entre outras medidas, as de controle da dieta e de aumento do Ýndice de proteÝnas plasmßticas. price

Veja também: