Cianose - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Cianose


  Patologias

Diversas causas determinam o aparecimento da cianose. Clinicamente, é importante determinar se ela se manifestou desde o nascimento, geralmente em conseqüência de lesão circulatória congênita, ou se surgiu em idade mais avançada, como evolução de doenças adquiridas.

Cianose é a coloração azulada da pele e das mucosas, alteração que pode ser localizada ou generalizada, permanente ou transitória, segundo as causas que a provocam. Na análise dos mecanismos de ordem geral que levam à cianose, é necessário lembrar que a função dos pulmões é a oxigenação do sangue que por eles circula, pela qual a hemoglobina reduzida (não combinada ao oxigênio) do sangue venoso se transforma em hemoglobina ligada ao oxigênio, que caracteriza o sangue arterial.

Após circular e levar oxigênio a todos os tecidos e órgãos do corpo, o sangue sofre uma perda de cinco centímetros cúbicos de oxigênio para cada cem de sangue. A cianose aparece quando houver mais de trinta por cento de hemoglobina reduzida no sangue circulante, ou seja, cinco gramas de hemoglobina reduzida por cem centímetros cúbicos de sangue. Assim, a probabilidade de ocorrência de cianose aumenta proporcionalmente à quantidade total de hemoglobina e se torna menos provável nos casos em que a taxa de hemoglobina decresce, como nas anemias.

A cianose pode ser eventual, como a que aparece por choro intenso da criança com lesão cardíaca e por esforço físico. Causam-na distúrbios pulmonares como enfisema, fibrose, embolias, edema agudo e outros. Como causas cardíacas, mencionam-se as lesões congênitas que provocam mistura do sangue venoso com o arterial. Intoxicação por substâncias químicas ou por medicamentos podem também provocar cianose, pois impedem a combinação da hemoglobina com o oxigênio. Nesses casos, a função da hemoglobina no transporte de oxigênio pode sofrer alterações irreversíveis ou transitórias.


Veja também: