Casuarina - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Casuarina


  Botânica

Devido a sua semelhança com os ciprestes, quando vistas de longe, as casuarinas tornaram-se comuns, em várias partes do mundo, como árvores ornamentais.
Encontrada em estado silvestre na Austrália, Malásia, Polinésia e partes da África, a casuarina classifica-se em dois gêneros -- Casuarina, com trinta espécies, e Gymnostoma, com vinte. No Brasil, disseminou-se principalmente nas regiões Sul e Sudeste, onde sua aclimatação é perfeita. Destacam-se no Brasil C. equisetifolia e C. quadrivalvis, ambas capazes de atingir até vinte metros em média.

De crescimento muito rápido, todas se caracterizam por seus ramos verdes, flexíveis e pendentes com estrias profundas e, a intervalos, tufos de pequenas folhas escamiformes. Os pêlos que se projetam das estrias servem de projeção aos estômatos, os poros microscópicos dos tecidos internos. Esta é uma das características estruturais que facilitam a adaptação das casuarinas à secura litorânea e aos solos pobres.

As flores masculinas, que dão em cachos terminais, com um só estepe produtor de pólen, e as femininas, laterais, sem pétalas e com dois óvulos, podem surgir no mesmo pé ou em pés distintos, sendo a polinização feita pelo vento.


Veja também: