Castor [ZOOLOGIA] - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Castor [ZOOLOGIA]


  Taxonomia

Pode-se dizer que a exploração do Canadá e do oeste dos Estados Unidos foi iniciada pelos caçadores de castores, cuja pele era das mais cobiçadas. Notável singularidade desse roedor é sua habitação, uma toca que ele constrói no meio de lagos ou lagunas e cuja entrada fica abaixo da superfície.

Castor é um mamífero roedor da família dos castorídeos, que compreende duas espécies: o castor americano (Castor canadensis) e o eurasiano (C. fiber). Pode ultrapassar um metro de comprimento e atingir cerca de 25kg. Tem pelagem castanho-escuro, orelhas e olhos pequenos e cauda achatada e cinzenta, coberta de escamas, que lhe serve de leme para nadar e que, pela forma peculiar, constitui seu mais característico traço morfológico. Embora tenham visão deficiente, os castores apresentam olfato e audição muito desenvolvidos.

As patas dianteiras são dotadas de fortes garras, que o animal utiliza para cavar e também para segurar galhos e pequenos troncos. A elevada cotação de seu pelo fez com que, durante séculos, o castor fosse perseguido sem trégua, a ponto de ter desaparecido em amplas zonas da Europa, onde era abundante. Depois disso, tanto a espécie americana como a europeia ficaram sob proteção. Os castores se alimentam de cascas e folhas de árvores e preferem sobretudo as grandes árvores de folhas caducas que crescem na margem de lagos e rios, como salgueiros, álamos e bétulas. Bons nadadores, podem ficar submersos até 15 minutos.

No meio de reservatórios e lagos constroem suas habitações, feitas de barro e galhos, que se comunicam com o resto do lago por um túnel subaquático. Para manter constante o nível da água e evitar que a entrada do túnel fique a descoberto, os castores constroem pacientemente, com galhos e lama, diques que podem alcançar ou até ultrapassar 300m de comprimento. Formam casais que procriam no inverno; a gestação dura cerca de cem dias para a espécie eurasiana e de cerca de 130 para a americana. Em cada ninhada podem nascer de um a cinco filhotes.


Veja também: