Caracará - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Caracará


  Taxonomia

A lenda de que o caracará deixa cair tições, para incendiar o mato, se repete, com outros rapinantes, em desertos da Austrália e indica um fato: à cata de comida, o caracará é comum nas queimadas.

Ave da família dos falconídeos, o caracará (Polyborus plancus) é um dos mais conhecidos gaviões campestres ou de orla de mata. Ocorrendo da Flórida à Terra do Fogo, no Brasil recebe ainda outros nomes, como carcará, carancho, caracaraí ou gavião-de-queimada. Seu corpo mede 56cm, com 123cm de envergadura. A plumagem é alvinegra. A cara é amarela ou vermelha e um penacho na nuca dá forma característica à cabeça. Os imaturos são pardos, com peito estriado e cara violácea ou amarelo-clara.

O caracará tem as pernas altas e anda pelo chão, como uma galinha, ciscando em busca de alimentos. Onívoro e necrófago, come pequenos animais, vivos ou mortos, demonstrando preferência por cobras, minhocas, caracóis e lagartixas. No pantanal mato-grossense, saqueia ninhos de colhereiros e garças.

Pelo desenho das asas e pelos padrões do voo, lembra o gavião-carrapateiro (Milvago chimachima), que no Rio Grande do Sul é chamado de caracará-branco e é menor que o caracará.


Veja também: