Capilaridade - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Capilaridade


  Biofísica
Quando um tubo de vidro de pequeno diÔmetro Ú imerso verticalmente no lÝquido contido num recipiente, o lÝquido sobe pelo interior do tubo atÚ certo nÝvel, que pode situar-se acima da superfÝcie do lÝquido no recipiente -- caso da ßgua -- ou abaixo dele, no caso do merc·rio. Isso ocorre em virtude da capilaridade, nome que alude ao diÔmetro dos tubos capilares, semelhante ao de um fio de cabelo.
Capilaridade Ú o fen¶meno fÝsico em virtude do qual um lÝquido sobe ou desce por uma passagem estreita, que pode ser um tubo capilar, o espaþo situado entre as fibras de um tecido ou um material poroso qualquer. Decorre das forþas que atuam na superfÝcie de contato entre um lÝquido e um vapor, especialmente. Se a atraþÒo entre as molÚculas do lÝquido Ú fraca, como no caso da ßgua, ele sobe pelas paredes do tubo e diz-se que "molha" o tubo. Se a atraþÒo intermolecular Ú forte, como no merc·rio, ele desce pelo tubo e nÒo o molha. Nos tubos estreitos, em que hß maior tensÒo superficial, o lÝquido sobe mais que em tubos mais largos.
A superfÝcie lÝquida em contato com o ar dentro do tubo, chamada interface lÝquido-vapor, nunca Ú plana. Quando o lÝquido molha a parede s¾lida, a superfÝcie Ú c¶ncava e adere tangencialmente Ó parede; se o lÝquido nÒo molha a parede, sua superfÝcie Ú convexa e estabelece com a parede uma curva de concordÔncia, ou seja, que admite um mesmo plano tangente.
Entre os fen¶menos que se devem Ó capilaridade estÒo a ascensÒo da ßgua subterrÔnea atÚ a superfÝcie, a formaþÒo de bolhas e gotas, a atraþÒo e repulsÒo de corpos que flutuam sobre uma superfÝcie lÝquida e outros.
TensÒo superficial
t:-5460px;}<

Veja também: