Calvície - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Calvície


  Patologias

Fen¶meno relativamente freq³ente, a perda total ou parcial do cabelo tem implicaþ§es estÚticas, mas nÒo patol¾gicas. Em diversas doenþas, porÚm, a calvÝcie Ú um sintoma ou uma seq³ela que, Ós vezes, pode ser fundamental para estabelecer o diagn¾stico.
Os termos calvÝcie e alopecia designam a queda completa ou parcial de cabelo. O processo decorre de in·meras causas e evolui de vßrias maneiras, mas sempre com o mesmo efeito: a atrofia do folÝculo piloso, estrutura que circunda a raiz do cabelo.


Existem dois tipos bßsicos de calvÝcie: a permanente e a temporßria. No primeiro caso, ela procede da destruiþÒo dos centros de onde nasce o cabelo, a partir dos quais se originam as cÚlulas de que depende sua manutenþÒo fisiol¾gica. Jß a calvÝcie temporßria resulta de uma lesÒo transit¾ria nesses centros capilares. Nas manifestaþ§es permanentes, que afetam cerca de quarenta por cento dos indivÝduos do sexo masculino em certas populaþ§es, existe importante base hereditßria. No homem, o gene que leva Ó calvÝcie Ú dominante e s¾ um dos progenitores o pode transmitir; na mulher, Ú recessivo, transmitido apenas quando se apresenta nos dois ascendentes.


Estrutura do cabelo. O pÛlo Ú um ¾rgÒo epidÚrmico filamentoso que se desenvolve em quase toda a superfÝcie da pele; na cabeþa, constitui o couro cabeludo. Cada cabelo Ú composto de uma raiz, oculta no interior da bainha ou folÝculo piloso, e de uma haste que atravessa a camada c¾rnea da epiderme e se projeta para fora do organismo. O folÝculo se comunica com uma glÔndula sebßcea que segrega as gorduras necessßrias ao desenvolvimento da haste. As cÚlulas da raiz se multiplicam constantemente e ocasionam o crescimento permanente do pÛlo, cuja eventual alteraþÒo origina a calvÝcie.


EvoluþÒo e incidÛncia. Em geral, a queda de cabelo inicia-se sob a forma de entradas na linha frontal ou de uma pequena coroa no alto da cabeþa. Nas fases avanþadas, s¾ resta uma estreita faixa de cabelo que rodeia a cabeþa de uma orelha a outra: Ú a coroa hipocrßtica, assim chamada pelo aspecto semelhante ao do busto que imortalizou Hip¾crates. A perda de cabelo Ú irregular e nesse processo se alternam fases de agravamento com outras de estabilidade.
A calvÝcie hereditßria Ú muito comum entre europeus e aborÝgines australianos. Em contrapartida, Ú pouco freq³ente em pessoas das raþas negra e amarela, e nos amerÝndios. Outras causas de calvÝcie permanente sÒo a falta de desenvolvimento do cabelo por raz§es congÛnitas, a seborrÚia ou excessiva produþÒo de gordura e a lesÒo grave do folÝculo piloso por fatores quÝmicos e fÝsicos. Jß as causas da calvÝcie temporßria sÒo das mais diversas Ýndoles e compreendem a febre alta, as infecþ§es, o consumo de drogas, a exposiþÒo a radiaþ§es e a gravidez.
O tratamento da alopecia costuma ser ineficaz, embora, em determinados casos, se obtenham resultados satisfat¾rios com enxertos de couro cabeludo Ýntegro nas zonas afetadas. As medidas terapÛuticas mais eficazes sÒo as preventivas: higiene correta, reforþo vitamÝnico e funcionamento adequado do fÝgado e do aparelho digestivo.

<

Veja também: