Calefação - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Calefação


  Biofísica
O corpo humano sadio mantÚm a temperatura interna em aproximadamente 37o C, sob quaisquer condiþ§es ambientais. O equilÝbrio tÚrmico Ú controlado pelos centros nervosos. O corpo esfria quando transmite seu calor ao meio pela radiaþÒo (atravÚs das roupas e da pele), ou pela evaporaþÒo da umidade da pele (o suor). Sob baixas temperaturas, experimenta-se uma sensaþÒo de frio, que provoca arrepios e estremecimentos. Seguindo os mesmos princÝpios de radiaþÒo, convecþÒo e conduþÒo do calor, a calefaþÒo permite que o ambiente se mantenha aquecido a temperaturas agradßveis.
Chama-se calefaþÒo o conjunto de procedimentos destinados a aquecer espaþos internos de casas ou edifÝcios, com a aplicaþÒo de diferentes princÝpios fÝsicos, que devem ser levados em conta desde que se projeta a obra.
Hß vßrios processos de calefaþÒo. Os mais simples sÒo os sistemas individuais, ou locais, que operam pela queima de combustÝvel no pr¾prio lugar que se deseja aquecer. ╔ o caso das lareiras com chaminÚ e das estufas a carvÒo. As estufas sÒo cÔmaras fechadas, onde o calor do combustÝvel queimado se propaga por radiaþÒo. A lareira Ú um dispositivo aberto que irradia diretamente o calor produzido pela combustÒo de material s¾lido (em geral, madeira). Seu rendimento costuma ser pobre, pois oitenta por cento do calor gerado escapa atravÚs da chaminÚ, o que pode ser compensado regulando-se a entrada do ar frio com uma tela ou aparador.
Os radiadores a gßs fornecem outro tipo de calefaþÒo. Podem ser de dois tipos: de convecþÒo ou de radiaþÒo. Neste ·ltimo caso, um queimador ajuda a levar Ó incandescÛncia certos elementos refratßrios, cujas temperaturas de fusÒo sÒo elevadas, enquanto os sistemas de convecþÒo fazem com que o gßs quente, depois de queimado, circule por uma serpentina metßlica.
Na calefaþÒo central, diversos ambientes sÒo aquecidos a partir de um mesmo foco de calor, instalado em local Ó parte. O mais conhecido desses sistemas Ú o de ßgua quente, formado por uma caldeira, uma bomba de impulsÒo e um conjunto de tubulaþ§es que, por convecþÒo remetem a ßgua aquecida para os diferentes ambientes. Ali, radiadores adequados, feitos em aþo ou outra liga metßlica, elevam a temperatura do ar ambiental atÚ os nÝveis desejados. Depois de liberar calor, a ßgua retorna Ó caldeira, para que a operaþÒo se repita de modo contÝnuo. As caldeiras podem utilizar combustÝveis s¾lidos, lÝquidos ou gasosos e trabalhar com elementos lÝquidos (caldeiras de ßgua) ou gasosos (caldeiras de vapor).
AlÚm dos sistemas baseados na combustÒo e difusÒo de energia tÚrmica, existem instalaþ§es de calefaþÒo que utilizam a eletricidade como fonte alimentadora de radiadores e painÚis. Utilizando o efeito Joule, transformam energia elÚtrica em calor. Na segunda metade do sÚculo XX, comeþaram a surgir tambÚm os sistemas de calefaþÒo solar, pelos quais a luz do sol Ú convertida em energia tÚrmica. Tais instalaþ§es apresentam rendimento proporcionalmente pequeno, mas tÛm a seu favor o fato de nÒo produzirem elementos t¾xicos ou poluentes.

Veja também: