Bacalhau - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Bacalhau


  Taxonomia
Durante sÚculos, o bacalhau tem sido uma das espÚcies marinhas mais apreciadas pelos pescadores das ßguas setentrionais e em torno dele se desenvolveram importantes ind·strias de alimentos processados.
Bacalhau Ú um peixe osteÝctio (dotado de esqueleto ¾sseo) da famÝlia dos gßdidos. A espÚcie mais comum Ú a do AtlÔntico, Gadus morhua. No oceano PacÝfico encontra-se a subespÚcie G. morhua macrocephalus. Outras espÚcies sÒo G. ogac e Arctogadus glacialis, que habitam os mares polares e a GroenlÔndia. A cor do bacalhau varia consideravelmente: cinza-esverdeado, oliva, marrom, laranja e tijolo. Tem o corpo comprimido lateralmente, com trÛs barbatanas dorsais e duas ventrais, e possui uma mandÝbula inferior proeminente. Chega a alcanþar dois metros e atÚ cem quilos. Os exemplares comerciais variam entre 1 e 13 quilos.
Encontrado nas ßguas frias do hemisfÚrio norte, em grandes profundidades (60 a 500 metros), o bacalhau ascende de forma peri¾dica, apesar de nunca se aproximar muito da superfÝcie. Forma cardumes numerosos, e se alimenta principalmente de moluscos de concha e de polvos, assim como de peixes, larvas e crustßceos. ╔ um dos alimentos preferidos pelos tubar§es. Quando se encontra numa zona em que escasseiam as presas, desloca-se para outras em busca de alimento, chegando a percorrer grandes distÔncias. A Úpoca de reproduþÒo se estende da primavera ao outono, e cada fÛmea produz em mÚdia trÛs milh§es de ovos por ano. De dez a cinq³enta dias depois, conforme a temperatura da ßgua, nascem os filhotes, que vivem na superfÝcie algumas semanas, antes de procurarem o fundo.
Os maiores Ýndices de captura se registram nas ßguas da Esc¾cia, IslÔndia, Noruega, Terra Nova (Canadß) e JapÒo. Depois de salgado, seco ou congelado, o bacalhau conserva durante muito tempo suas propriedades alimentÝcias. AlÚm de ser utilizado na alimentaþÒo humana, de seu fÝgado se extrai um ¾leo usado como fonte das vitaminas A e D.

Veja também: