Auguste Piccard - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Auguste Piccard


  Biografias
A exploração da estratosfera e das profundezas do mar celebrizou o físico suíço Auguste Piccard, que aperfeiçoou novos balões e um batiscafo pioneiro especialmente projetado para suas pesquisas.
Piccard nasceu em Basiléia em 28 de janeiro de 1884. Estudou no Instituto Federal de Tecnologia da Suíça e logo se deixou atrair por engenharia mecânica e pela aplicação de balões em experiências científicas. Em 1922, aceitou a recém-criada cadeira de física aplicada na Universidade de Bruxelas. Interessado no estudo dos raios cósmicos, começou a buscar um meio de observá-los a 16.000m de altitude ou mais. Pesquisas anteriores haviam demonstrado que apenas um balão revolucionário seria capaz de penetrar na camada isotérmica, de baixíssima pressão. Piccard construiu esse aparelho em 1930, com financiamento do governo da Bélgica. A principal inovação era a cabine pressurizada, criada por meio de uma tecnologia até hoje utilizada em aeronaves.
Em 27 de maio de 1931, Piccard e Paul Kipfer atingiram uma altitude de 15.781m, onde a pressão atmosférica é dez vezes mais baixa que ao nível do mar. Ao retornarem a terra firme, os cientistas-aventureiros foram recebidos como heróis, em Zurique e em Bruxelas. Em 1932, numa nova cabine -- desta vez equipada com um rádio -- Piccard chegou a 16.940m de altitude.
Na década seguinte, o físico retomou um antigo interesse: o fundo do mar. Inventou então o batiscafo, aparelho que resistia às altas pressões submarinas. Piccard projetou uma cabine mais leve que a água, capaz de liberar peso para retornar à superfície. Em outubro de 1948, um protótipo não-tripulado foi testado com sucesso. O aparelho foi aperfeiçoado com a colaboração do filho de Piccard, Jacques, e em agosto de 1953 desceu a 2.100m, no mar Mediterrâneo. Piccard morreu em Lausanne em 24 de março de 1962.

Veja também: