Amida - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Amida


  Bioquímica

Catalisada por enzimas específicas, presentes no organismo dos seres vivos, a síntese de proteínas a partir de aminoácidos é um exemplo importante da reação característica de formação de amidas.
As amidas são compostos orgânicos nitrogenados resultantes da reação de um ácido carboxílico (compostos orgânicos do tipo R-COOH, sendo "R" um radical alquila) com a amônia, aminas primárias ou secundárias (compostos de tipo R-NH2 ou R2-NH, onde "R" é um radical alquila). Podem ser classificadas em amidas primárias, secundárias ou terciárias, caso derivem de reações do ácido com amônia, aminas primárias ou aminas secundárias, respectivamente.
A nomenclatura oficial das amidas baseia-se nos hidrocarbonetos correspondentes, com a terminação "amida". Assim, o composto de fórmula CH3CONH2 é denominado etanamida, segundo o nome oficial do hidrocarboneto correspondente com dois átomos de carbono na cadeia (etano).
Propriedades físicas e químicas. As amidas primárias são sólidas, a temperatura ambiente, com exceção da metanamida, que funde a 2,5o C. As amidas primárias e secundárias apresentam pontos de ebulição mais elevado que os dos ácidos e aminas correspondentes, graças à presença de ligações intermoleculares fortes tipo ponte de hidrogênio.
As amidas, por possuírem em sua estrutura grupamentos funcionais derivados de ácidos carboxílicos e de aminas, apresentam propriedades fracamente ácidas e básicas. Assim, esses compostos reagem com ácidos fortes, produzindo sais, estáveis somente em condições anidras. Em presença de água e um meio ácido ou básico, fornecem como produto o ácido carboxílico e a amina que lhe deram origem.


Obtenção. Além da reação entre ácido carboxílico e amônia, aminas primárias ou secundárias, as amidas podem ser sintetizadas pelo aquecimento de sais de amônio, com a liberação de água; da reação entre os cloretos de ácidos ou anidridos e amônia, aminas primárias ou secundárias; e da hidrólise de nitrilas (compostos do tipo RCN, onde "R" é um radical alquila) entre outros.
A uréia, amida derivada do ácido carbônico, presente na urina como produto final do metabolismo das proteínas, é fabricada em escala industrial para utilização como fertilizante e intermediária na síntese de resinas uréia-formaldeído.

 c

Veja também: