Alotropia - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Alotropia


  Biografias
Tanto a grafita de um lßpis quanto um valioso diamante sÒo formados, essencialmente, por um mesmo elemento quÝmico, o carbono. Suas diferentes caracterÝsticas fÝsicas e quÝmicas se devem ao fato de apresentarem estruturas cristalinas distintas.
Entende-se por alotropia o fen¶meno em virtude do   qual um elemento quÝmico se apresenta em duas ou mais formas, que diferem na disposiþÒo dos ßtomos em s¾lidos cristalinos ou na ocorrÛncia de molÚculas com diferentes n·meros de ßtomos. Isso se deve a duas causas. No caso do oxigÛnio (O2), encontrado tambÚm como oz¶nio (O3), a alotropia se deve ao fato das molÚculas apresentarem n·mero de ßtomos distintos. O mesmo ocorre com o f¾sforo, encontrado, em condiþ§es ambientes, como f¾sforo vermelho (P), estßvel, e como f¾sforo branco (P4), instßvel.
No caso do enxofre, a existÛncia de formas alotr¾picas decorre de diferenþas na disposiþÒo espacial de seus ßtomos, o que resulta em estruturas cristalinas diversas. Assim, o enxofre pode ser encontrado em forma de cristais de estrutura monoclÝnica ou romboÚdrica, o mesmo ocorrendo com o carbono.
Em qualquer caso, uma das variedades Ú sempre mais estßvel que as outras, em condiþ§es fixas de temperatura e pressÒo, de modo que tende a haver transiþÒo de uma forma para a outra. No estado cristalino, porÚm, as partÝculas que formam o cristal tÛm mobilidade praticamente nula; assim, a conversÒo espontÔnea de uma variedade em outra mais estßvel passa-se a uma velocidade tÒo baixa que nÒo pode ser medida.
Essa transformaþÒo pode ser acelerada com o auxÝlio de catalisadores: o f¾sforo branco, por exemplo, transforma-se rapidamente em f¾sforo vermelho quando aquecido em presenþa de iodo (I2).
rea

Veja também: