Alcatrão - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Alcatrão


  Bioquímica

A necessidade de materiais adequados tanto para o revestimento das mais variadas estruturas quanto para a pavimentaþÒo de rodovias fez do alcatrÒo uma substÔncia de grande interesse para os setores industrial e de obras p·blicas.
Denominam-se vulgarmente alcatrÒo as substÔncias obtidas pela destilaþÒo seca de produtos naturais (carvÒo de pedra ou hulha, petr¾leo e madeira) a altas temperaturas. O alcatrÒo Ú um lÝquido viscoso, de cor que vai do castanho escuro ao preto com reflexos esverdeados. Quando bruto, apresenta um cheiro amoniacal, derivado das bases piridÝnicas presentes em sua composiþÒo. Suas propriedades e composiþÒo variam de acordo com a origem do produto natural e o processo de pir¾lise adotado. O alcatrÒo destilado a temperaturas elevadas Ú mais rico em hidrocarbonetos aromßticos do que parafÝnicos, tem maior relaþÒo C/H e menor porcentagem de fen¾is.


ObtenþÒo. A hulha, aquecida no vßcuo, comeþa a decompor-se em torno de 450o C, expelindo as substÔncias volßteis que contÚm e deixando um resÝduo, o coque. └ medida que se formam, e com o aumento progressivo da temperatura, os produtos volßteis, nos quais predominam a ßgua e o alcatrÒo, sÒo removidos da cÔmara e submetidos a um processo de resfriamento, verificando-se que, com a condensaþÒo da ßgua, tambÚm se separa parte dos componentes nela sol·veis. Os vapores nÒo condensßveis sÒo passados atravÚs de aparelhos especiais e aÝ lavados com ßgua ou com uma soluþÒo fraca de ßcido sulf·rico, que absorve a am¶nia presente. Finalmente, o gßs, jß frio e considerado limpo, Ú tratado pelo azeite ou sobre carbono ativado, para que sejam retiradas substÔncias de ponto de volatilizaþÒo baixo, como o benzeno, o tolueno etc., que irÒo constituir ¾leos de iluminaþÒo ou azeites leves, derivados do alcatrÒo.


Subprodutos. Muitos dos derivados do alcatrÒo constituem matÚrias-primas essenciais para grande n·mero de ind·strias. Entre eles se encontram hidrocarbonetos (benzeno, tolueno, xileno, naftaleno), ßcidos carboxÝlicos (fenol, crisol, xilenol, naftol, fenilfenol), bases nitrogenadas (anilina, piridina, quinaldina), substÔncias sulfurosas e outros.
Para obtÛ-los faz-se a destilaþÒo fracionada do alcatrÒo em caldeiras especiais, providas de longas serpentinas, das quais eles sÒo separados, nos respectivos estßgios, Ó proporþÒo que vai subindo a temperatura. DaÝ os trÛs grandes grupos em que se dividem: os produtos leves, os mÚdios e os pesados.
Entre os azeites leves, citam-se o benzol, o xilol, o toluol; entre os mÚdios, o fenol e a naftalina; entre os pesados, o antraceno e o creosoto. Todos esses produtos tambÚm podem ser refinados, isto Ú, submetidos a nova e mais intensa destilaþÒo, levando a derivados de aplicaþÒo na medicina e na ind·stria. O lÝquido espesso que fica como resÝduo da destilaþÒo do alcatrÒo, de consistÛncia varißvel, conforme a temperatura alcanþada, Ú empregado em trabalhos da via p·blica, como o piche, na impermeabilizaþÒo de tetos e na fabricaþÒo de vernizes.
De modo geral, provÛm do alcatrÒo os corantes e as anilinas que se empregam no preparo de tintas para as artes grßficas e na coloraþÒo de tecidos. Os corantes sintÚticos substituÝram com vantagem as substÔncias de origem vegetal ou animal que anteriormente se usavam: a naftalina, derivada do alcatrÒo, Ú a fonte de muitos corantes; o antraceno tambÚm fornece corantes muito bonitos, do grupo alizarina.
Os derivados do alcatrÒo encontram amplo campo de aplicaþÒo na medicina, em virtude de suas excelentes propriedades anti-sÚpticas ou analgÚsicas: tornou-se comum o uso do ßcido fÛnico e outros derivados para desinfetar feridas, instrumentos de cirurgia e enfermarias; os laborat¾rios farmacÛuticos valem-se deles para preparar aspirina, sacarina e sulfas. A ind·stria petroquÝmica recorre a diversos desses derivados na fabricaþÒo de produtos como a baquelite, o nßilon etc. Na produþÒo de explosivos de alto poder, como o trinitrotolueno (TNT), entram certos derivados do alcatrÒo. Outros desempenham papel importante na fabricaþÒo de perfumes.

gra

Veja também: