Artrópodes - Características Gerais - BioMania

Menu
Busca



INFORMATIVO
DVDs Slides Premium - Ciências e Biologia
São mais de 7.500 slides em todos os assuntos de Ciências e Biologia, prontos para sua apresentação, trabalho, aula ou estudo.
Produto será disponibilizado por download.
De R$ 59,90 por apenas
R$ 9,90.
Unidades Limitadas.
Clique aqui e saiba mais

   Invertebrados


ARTRÓPODES - CARACTERÍSTICAS GERAIS


1. Apresentação

O filo Arthropoda (do grego Arthros, articulação e podos, pés) constitui o maior de todos os grupos animais. Inclui os insetos, as aranhas, os crustáceos e outros subgrupos menores. Mas de 1 milhão de espécies de artrópodos já foram descritas, e as estimativas dão conta que esse número deve representar menos de 10% do total de espécies.

Estão largamente distribuídas pela terra, em quase todos os ecossistemas. Há espécies marinhas, de água doce e terrestres, nos mais diversos pontos do planeta. Os artrópodos incluem, como dito anteriormente, os insetos, únicos invertebrados dotados da capacidade de voar.

Duas características ressaltam-se, quando os aspectos gerais dos artrópodos são analisados: 1) a presença de um esqueleto externo (ou exoesqueleto) constituído por quitina, um polissacarídeo, e 2) a presença de patas articuladas, apêndices de locomoção que funcionam como um sistema de alavancas, potencializando a ação muscular e trasformando com mais eficiência a contração muscular em movimento.

 

 

2. A Estrutura Corporal

Os artrópodos são animais triblásticos celomados, com um padrão de segmentação evidente, embora nem tanto quanto os anelídeos. Com variações de uma classe para outra, eles apresentam dois, três ou dezenas de segmentos corporais. Apresentam simetria bilateral.

O padrão segmentado também é notório nas patas, todas com porções bastante individualizadas. Os segmentos que compõem as patas são unidos por articulações que facilitam a movimentação de um segmento em relação a outro.

A cavidade celomática é muito reduzida, e a distribuição de materiais depende quase que exclusivamente do sistema circulatório.

Evolutivamente, é provável que tenha havido relação evolutiva entre os ancestrais dos artrópodos e dos anelídeos, em função de algumas semelhanças existentes entre esses dois grupos de animais, tais como a segmentação, a presença de uma epiderme secretora de quitina, a estrutura dos sistemas nervoso e digestivo, etc.

 

3. Classificação

O filo dos artrópodos, em função da grande quantidade e diversidade de espécies, é subdividido em numerosas classes, das quais as mais importantes são:

a) Classe Insecta: os insetos são os mais numerosos e diversificados de todos os artrópodos, com cerca de 850 000 espécies conhecidas e descritas. Possuem o corpo dividido em três segmentos: cabeça, tórax e abdome. Apresentam, na cabeça, um par de antenas e, no tórax, três pares de patas. Em muitas das ordens de insetos, há representantes dotados de asas. Exemplos: baratas, besouros, moscas, cigarras, mariposas, etc.

 

b) Classe Crustacea: são habitualmente aquáticos (marinhos ou de água doce), embora existam espécies terrestres, como o tatuzinho-de-jardim. Seu corpo é dividido em duas partes (cefalotórax e abdome), têm dois pares de antenas e um número variável de pares de patas, geralmente superior a quatro. Exemplos: siris, caranguejos, lagostas, camarões, etc.

 

c) Classe Arachnida: são artrópodos dotados de quatro pares de patas, desprovidos de antenas e com o corpo dividido em dois segmentos (cefalotórax e abdome). Na extremidade anterior do cefalotórax, possuem um par de quelíceras, que atuam como presas. Exemplos: aranhas, escorpiões, ácaros, carrapatos, etc.

 

d) Classe Chilopoda: quilópodos são animais com o corpo alongado e dividido em dezenas de segmentos. Em cada segmento, encontram-se um par de patas. Na cabeça, apresentam um par de antenas. Exemplos: centopéias e lacraias.

 

e) Classe Diplopoda: assim como os quilópodos, os diplópodos possuem um par de antenas e o corpo alongado, mas com dois pares de patas em cada segmento. Exemplo: centopéia.

 

4. Organização Básica

Como o filo dos artrópodos é bastante heterogêneo, iremos abordar apenas os aspectos comuns a todos os representantes.

Todos possuem um exoesqueleto de quitina, um polissacarídeo que contém átomos de nitrogênio na molécula. Essa poderosa armadura confere resistência mecânica, serve como alavanca para a ação muscular e ainda diminui a perda de água por evaporação, na superfície corporal. Seguramente, trata-se de uma das mais importantes "ferramentas evolutivas" desse grupo animal, e um dos responsáveis pelo seu enorme sucesso reprodutivo.

Entretanto, a presença de uma carapaça limita o crescimento do animal, o que foi solucionado com o desenvolvimento de um processo periódico de substituição do exoesqueleto. Essa substituição periódica, chamada ecdise ou muda, permite que o animal cresça. Logo, o padrão de crescimento de um artrópodo é diferente daquele apresentado pelos demais animais, como se pode constatar pela análise dos gráficos a seguir:

 

Pode-se verificar, no gráfico da esquerda, correspondente a um artrópodo, que seu cre






Vídeos desta matéria

   AulaLivre.net - Biologia - Aula 09 - Invertebrados


Os animais mais estranhos do planeta

Pastor-bergamasco (em italiano: Cane de pastore Bergamasco) é uma raça canina oriunda da Itália. Criada a partir de cruzamentos entre os cães pastores chegados da Ásia, é parente próximo ao pastor-de-briard, que, segundo afirmam, originou o famoso pastor-de-brie, cujo "nascimento" ...




[ Mandar esta matéria para um amigo ]
 
Disciplinas
Aeronáutica e astronáutica 
Anatomia Humana 
Artrópodes 
Astronomia 
Biofísica 
Biografias 
Bioquímica 
Botânica 
Citologia 
Dinâmicas 
Ecologia 
Embriologia 
Evolução 
Fisiologia 
Fisiologia Vegetal 
Frutas Comestiveis 
Genética 
Geografia Fisica 
Geologia 
Histologia 
Ictiologia 
Imunologia 
Invertebrados 
Meio Ambiente 
Microbiologia 
Patologias 
Reproduçao 
Taxonomia 
Vertebrados 
Zoologia 
 
© 1999/2016 - BioMania- Todos os direitos reservados