Reino das Moneras - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Reino das Moneras


 Microbiologia

Reino das moneras: Bactérias e cianofícias, seres unicelulares e procariontes

Moneras são todos os seres vivos unicelulares e procariontes: a célula desses seres não apresenta núcleo organizado e o material genético encontra-se disperso no seu interior. No reino das moneras estão as bactérias e as cianofíceas (também chamadas de cianobactérias ou algas azuis).

As bactérias

As bactérias são seres unicelulares microscópicos. Espalharam-se pelo mundo e podem ser encontradas no ar, na água e no solo.

Dependendo da forma que apresentam, as bactérias recebem nomes especiais:

  1. Cocos => Têm a forma de esferas. Podem viver isoladas ou em grupos, formando colônias. Quando os cocos vivem dois a dois, chamam-se diplococos. Se formarem uma cadeia, denominam-se estreptococos. No caso de estarem reunidos em forma de um cacho, temos os estafilococos.
  2. Bacilos => Tem a forma de bastonete.
  3. Espirilos => Tem a forma de espiral.
  4. Vibriões => Tem a forma de vírgula.

As bactérias podem se reproduzir muito rapidamente, dando origem a um número muito grande de descendentes em apenas algumas horas. A maioria deles tem reprodução assexuada, principalmente por cissiparidade ou divisão simples. Nesse caso, cada bactéria divide-se em duas, iguais à primeira. Elas se reproduzem principalmente dividindo-se em duas. Em boas condições ambientais e com fartura de alimento, elas podem duplicar-se a cada 20 minutos. Surgem três gerações de bactérias a cada hora. Em 24 horas, repetidas divisões produzem 5 sextilhões de novas bactérias.

Algumas bactérias se reproduzem sexuadamente com conjugação.

Assim, duas bactérias se unem e uma delas recebe o material genético da outra. Em seguida, elas se separam e aquela que recebeu o material genético se divide em duas. As bactérias podem ser heterotróficas ou autotróficas.

As bactérias heterotróficas, alimentam-se principalmente da matéria orgânica que conseguem decompondo organismos mortos. São chamadas de decompositores ou saprófitas. A atividade decompositora das bactérias (bem como a dos fungos) permite que a matéria orgânica presente nos organismos mortos seja transformada em matéria inorgânica, como os sais minerais, que são liberados no ambiente e podem ser absorvidos por uma planta. Assim, as bactérias decompositoras contribuem para a reciclagem da matéria na natureza. Algumas bactérias heterotróficas vivem como parasitas, retirando de outros seres as substâncias nutritivas de que necessitam e causando-lhes doenças.

Existem também bactérias heterotróficas que se associam com outros seres vivos, estabelecendo uma relação chamada mutualismo, em que ambos são beneficiados. Nas raízes do feijão, por exemplo, existem bactérias que fixam o nitrogênio do ar, transformando-o em nitratos. O feijoeiro, então, absorve parte dos nitratos, que contribuem para o seu desenvolvimento. Por sua vez, a planta fornece às bactérias parte do alimento que fabrica através da fotossíntese. As bactérias autotróficas fabricam o seu próprio alimento por meio da fotossíntese ou da quimiossíntese. Na fotossíntese, a energia utilizada na produção do alimento vem da luz solar. Na quimiossíntese, a energia vem de algum composto químico a ser "queimado".

No solo, vivem certas bactérias do gênero Nitrosomonas. Essas bactérias "queimando" uma substância chamada de amônia, obtêm energia. Com essa energia, fabricam o seu próprio alimento, a partir de gás carbônico e de água. São, pois, autotróficas quimiossintetizantes.

Respiração Celular

A respiração celular é um fenômeno que consiste, basicamente, na extração da energia química armazenada nos alimentos. Essa energia é, então, utilizada nas atividades celulares. Na respiração, o organismo pode, ou não, usar gás oxigênio. Quando usam esse gás, são chamados de organismos aeróbicos, quando não o usam. são chamados de organismos anaeróbicos. Entre as bactérias, existem formas aeróbicas e anaeróbicas. Bactérias utilizadas em estações de tratamento de esgoto para decompor matéria orgânica, por exemplo, são aeróbicas. Já as bactérias causadoras do tétano são anaeróbicas. Muitas bactérias são benéficas para os seres humanos. Exemplos:

  • Bactérias fermentadoras - permitem a produção de coalha,iogurte,queijos,vinhos,vinagres,etc.
  • Bactérias mutualísticas - vivem,por exemplo, no intestino humano, formando a flora intestinal. Em nosso intestino, essas bactérias decompões resíduos vegetais que não foram bem digeridos e fornecem ao nosso corpo vitaminas do complexo B; por sua vez, encontram no intestino humano um ambiente adequado para viver.

Algumas bactérias, porém, provocam doenças no homem e também nas plantas e em outros animais. Elas são chamadas bactérias patogênicas A Tuberculose,o Tétano,a Lepra, Sífilis,a Cólera e a Pneumonia são exemplos de doenças provocadas por bactérias patogênicas nos seres humanos.

Cólera:

Bactéria: Vibrio cholerae
Contaminação: ingerindo água ou alimento contaminado com fezes (onde está a bactéria).
Sintomas: Ataca principalmente o intestino delgado causando diarréia com eliminação de muita água, levando a desidratação severa
Tratamento: com antibióticos
Profilaxia: saneamento básico e higiene lavando os alimentos

Coqueluche:

Bactéria: Bordatella pertussis
Contaminação: pelo ar, contato com a saliva de pessoas contaminadas
Sintomas: ataca as vias respiratória causando uma tosse seca
profilaxia: vacinação e evitar o contato com pessoas contaminadas

Tétano:

Bactéria: Clostridium Tetani
Contaminação: entrar em contato com o esporo da bactéria que penetra por um ferimento
Sintomas: a bactéria libera uma toxina que causa paralisia muscular, afetando o diafragma podendo levar a parada respiratória.
Profilaxia: vacinação, evitar andas descalços.


Pneumonia:

Bactéria: Streptococus pneumoniae ou Diplococus pneumoniae
Contaminação: ar, saliva e secreções de alguém contaminado
Sintomas: a bactéria ataca os alvéolos pulmonares causando uma infecção pulmonar
Profilaxia: vacinação, evitar contato com pessoas contaminadas.

Tuberculose:

Bactéria: Mycobacterium tuberculosis
Contaminação: ar, saliva de pessoas contaminadas
Sintomas: ataca os alvéolos pulmonares, destruindo-os e adentrando na corrente sanguínea, podendo atacar outras partes do corpo
Profilaxia: vacina, evitar contato com pessoas doentes.

Leptospirose:

Bactéria: leptospira interrogans
Contaminação: água com urina de rato
Sintomas: dores pelo corpo e febre alta
Profilaxia: evitar acumulo de lixo que atraia ratos e contato com a água da chuva em enchentes.

Botulismo:

Bactéria: Clostridium botulinum
Contaminação: a bactéria nos alimentos produz toxinas e o contágio se dá pela ingestão dessas toxinas.
Sintomas: a trasmissão de impulsos nervosos para os músculos é interrompida - paralisia muscular.
Profilaxia: controle rígido de higiene por parte das indústrias para evitar a contaminação do alimentos antes de serem enlatados.
*Lata estufada à alimento contaminado, pois a bactéria libera um gás estufando a lata.

Sífilis:

Bactéria: Treponema pallidum
Contaminação: DST.
Sintomas: lesão nos órgãos genitais indolores, lesões nas mão e na sola dos pés que após um tempo desaparece, ataca o sistema nervoso podendo levar a morte.
Profilaxia: camisinha.

Gonorréia:

Bactéria: Neisseria gonorrhoeae
Contaminação: DST.
Sintomas: ataca a uretra causando secreções, podendo causar esterilidade.
Profilaxia: camisinha.

Meningite:

Bactéria: Neisseria meningitidis
Contaminação: ar, saliva.
Sintomas: ataca as meninges que são membranas que revestem o sistema nervosos central, causando paralisia na nuca e lesões no sistema nervosos central -- cegueira, surdez, morte.
Profilaxia: vacina, evitar contato com doentes.