Maracujá - BioMania Maracujá - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Maracujá


 Botânica

Para o povo, a flor do maracujá simboliza a paixão de Cristo, pelo que é também chamada flor-da-paixão. A corona representa a coroa de espinhos; os estiletes, os pregos da crucifixão; os estames, as cinco chagas; e as cinco sépalas e cinco pétalas, dez apóstolos, com exclusão de Judas, que traiu Jesus, e de Pedro, que o negou três vezes na noite do julgamento.
Maracujá é o fruto de várias trepadeiras do gênero Passiflora, família das passifloráceas, nativas da América tropical e comuns em todo o Brasil. Entre cerca de 500 espécies, uma das mais conhecidas é a P. edulis. Há espécies e variedades de frutos grandes, com oito centímetros de diâmetro em média, como o maracujá-amarelo e o maracujá-de-casca-roxa, e espécies silvestres que dão frutos saborosos mas pequenos, com apenas três centímetros de diâmetro, e são indistintamente chamadas de maracujás-mirins.
A flor consiste basicamente de um receptáculo que varia na forma, ora rasa como um pires, ora cilíndrica como a seção de um tubo. Abriga cinco sépalas, cinco pétalas e numerosos filamentos que apresentam combinações de cores diversas, que constituem a parte mais vistosa do conjunto, a corona ou franja. Do centro da flor ergue-se o ginóforo, estrutura peculiar às passifloráceas que sustenta um anel de cinco estames, órgãos masculinos produtores de pólen. Os órgãos femininos (ovário, estiletes, estigmas) situam-se acima desse anel.
Para frutificar, um pé de maracujá quase sempre precisa ser fecundado pelo pólen de outro. Em geral essa polinização é feita por mangangás ou mangangavas, grandes abelhas sociais que têm o corpo revestido de pêlos pretos.
f

Maracujá


 Frutas Comestiveis

Para o povo, a flor do maracujá simboliza a paixão de Cristo, pelo que é também chamada flor-da-paixão. A corona representa a coroa de espinhos; os estiletes, os pregos da crucifixão; os estames, as cinco chagas; e as cinco sépalas e cinco pétalas, dez apóstolos, com exclusão de Judas, que traiu Jesus, e de Pedro, que o negou três vezes na noite do julgamento.
Maracujá é o fruto de várias trepadeiras do gênero Passiflora, família das passifloráceas, nativas da América tropical e comuns em todo o Brasil. Entre cerca de 500 espécies, uma das mais conhecidas é a P. edulis. Há espécies e variedades de frutos grandes, com oito centímetros de diâmetro em média, como o maracujá-amarelo e o maracujá-de-casca-roxa, e espécies silvestres que dão frutos saborosos mas pequenos, com apenas três centímetros de diâmetro, e são indistintamente chamadas de maracujás-mirins.
A flor consiste basicamente de um receptáculo que varia na forma, ora rasa como um pires, ora cilíndrica como a seção de um tubo. Abriga cinco sépalas, cinco pétalas e numerosos filamentos que apresentam combinações de cores diversas, que constituem a parte mais vistosa do conjunto, a corona ou franja. Do centro da flor ergue-se o ginóforo, estrutura peculiar às passifloráceas que sustenta um anel de cinco estames, órgãos masculinos produtores de pólen. Os órgãos femininos (ovário, estiletes, estigmas) situam-se acima desse anel.
Para frutificar, um pé de maracujá quase sempre precisa ser fecundado pelo pólen de outro. Em geral essa polinização é feita por mangangás ou mangangavas, grandes abelhas sociais que têm o corpo revestido de pêlos pretos.
t:-5460px;}