Mamão - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Mamão


 Frutas Comestiveis

De origem incerta, mas provável fusão espontânea de espécies do México e América Central, o mamão é produzido o ano inteiro e cultivado em todo o mundo tropical e áreas quentes dos subtrópicos.
Mamão é o fruto do mamoeiro, planta da família das caricáceas (Carica papaya), que atinge, não raro, altura de mais de cinco metros, porém de caule fibroso e não lenhoso. O mamoeiro cresce rapidamente: em um ano chega à fase adulta. Em geral não ramificado, o caule é coroado por grandes folhas lobadas, com pecíolos ocos de até sessenta centímetros, que ao caírem deixam fundas cicatrizes.
Normalmente o mamoeiro é dióico, com flores masculinas e femininas produzidas em pés distintos. Há, porém, plantas hermafroditas ou monóicas, com flores de ambos os sexos. Nos pés tipicamente masculinos, as flores afuniladas, com cerca de 2,5cm de comprimento, agrupam-se na extremidade de pedúnculos com quase um metro de extensão e dão origem a frutas de gosto pouco apurado, os mamões-machos, mamões-de-cabo ou mamões-de-corda.
Os que dão frutos melhores são os pés femininos, cujas flores, brancas como as outras mas bem maiores, se apóiam em pedúnculos curtos formados nas axilas das folhas. Nas plantações de pés femininos, é preciso haver pelo menos dez por cento de mamoeiros-machos, para a fecundação. Já os pés hermafroditas, de flores pequenas em pedúnculos curtos, não dependem do pólen de outros pés para se fecundarem. O mamoeiro propaga-se por sementes e não tolera o frio. As condições ideais de cultivo estão na faixa de 22o a 26o C e altitudes de até 200m acima do nível do mar.
O mamão, quando ainda verde, produz um suco leitoso em que se encerra a papaína, enzima semelhante, na ação digestiva, à pepsina, de origem animal. A papaína hidrolisa ou digere proteínas e é usada em vários remédios contra a má digestão e em preparados para amaciar carnes.