Fruta-pão - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Fruta-pão


 Frutas Comestiveis

A fruta-pão contém consideráveis quantidades de amido e raramente é comida crua. Pode, no entanto, ser cozida, assada, frita em fatias ou exposta à secagem para posterior moagem. Preparada de tais modos, constitui elemento comum na alimentação de muitas pessoas, quer no Nordeste brasileiro, quer na América Central ou no Pacífico sul.

A fruta-pão é produzida pela espécie Artocarpus communis (também chamada A. incisa ou A. altilis), da família das moráceas, a mesma da jaqueira e das gameleiras. É árvore de forte apelo ornamental, que cresce de 12 a 18m. As folhas grandes, verde-escuras e coriáceas, profundamente recortadas em cinco a sete lobos, medem de trinta a noventa centímetros de comprimento por 28 a 45cm de largura. Flores masculinas e femininas, em grupos separados, desabrocham nos mesmos pés. Os frutos arredondados e ricos em proteínas -- que, conforme as variedades, podem ou não conter sementes -- são verdes ou levemente amarelados e têm de dez a vinte centímetros de diâmetro.

Desde a antiguidade, a fruta-pão é cultivada no arquipélago malaio, de onde se supõe que seja nativa e que foi o centro de sua dispersão pela Ásia. Sua introdução na América tropical, a começar pela Jamaica, data do século XVIII e se deve ao navegador inglês William Bligh, que a trouxe das ilhas do Pacífico com a intenção de destiná-la à alimentação dos escravos.