Estufa - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Estufa


 Geologia

O tomate, fruto típico de climas quentes, pode ser cultivado no rigoroso inverno do Reino Unido, e a tulipa, que simboliza os frios Países Baixos, pode florescer no tórrido verão de Burkina Faso, graças à estufa.
Estufa é uma galeria envidraçada cuja finalidade é obter uma atmosfera favorável ao cultivo de certas plantas fora da estação propícia ou de sua região natural. Originou-se a partir da experiência dos camponeses e lavradores das zonas temperadas, ao observarem que os frutos cultivados em encostas ensolaradas se desenvolviam com maior rapidez. No Reino Unido, desde tempos remotos se difundiu a prática de cultivar parreiras junto a muros bem expostos ao sol. Surgiu daí a idéia de dar inclinação adequada aos muros, para que os raios solares incidissem mais diretamente sobre as parreiras. Mais tarde, para proteger os renovos e folhas tenras contra ventos frios e geadas, passou-se a cobrir de vidro a latada. Se o calor do sol era insuficiente, colocavam-se dispositivos de aquecimento. Chegou-se assim ao projeto da estufa, tal como se conhece hoje.
As estufas podem ser usadas tanto nos climas frios quanto nos quentes. Neste último caso, denomina-se estufa fria. Ambos os tipos têm larga aplicação. Podem ser usadas para o cultivo de flores, para acelerar a produção de hortaliças, formar sementeiras ou abrigar mudas, que serão transplantadas na época propícia. Podem também abrigar coleções de plantas valiosas ou servir à exposição de plantas ou flores.
Aplicação mais recente da estufa é o estudo da fisiologia vegetal e da ecologia, uma vez que permite variar amplamente os fatores de crescimento, como temperatura, umidade, qualidade, intensidade e duração da iluminação, a fim de obter a reprodução artificial das variações climáticas e nutritivas a que estão submetidas as plantas nos diferentes ambientes naturais, ou mesmo a combinação de condições de ordem puramente experimental. Tais unidades denominam-se fítotrons e seu manejo desenvolveu-se numa especialidade, a fitotrônica.
A técnica da construção de estufas leva em consideração determinadas condições, como a boa iluminação e a ventilação adequada, pois a regulagem da circulação do ar é essencial para manter a temperatura e umidade desejadas. É também fundamental a perfeita drenagem da estufa e sua colocação a salvo de gases tóxicos. Deve-se fazer um exame permanente para evitar goteiras, vidros partidos, aquecimento ou resfriamento excessivos.