Craca - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Craca


 Artrópodes

As cracas podem agarrar-se ao casco de um navio em tal quantidade que chegam a deformá-lo e assim a retardar seu deslocamento.
Animal artrópode, da classe dos crustáceos, subclasse dos cirrípedes, a craca faz parte de um grupo que abriga mais de mil espécies. Na fase livre, as cracas aderem à superfície que escolhem e aí vão se desenvolvendo e cobrindo-se de sais calcários, que vão formar sua carapaça. Agarram-se tanto às rochas, paredes, cascos de navio e madeira flutuante quanto  ao corpo de seres vivos marinhos, como algas, moluscos, tartarugas e baleias. Quando estão presas a pedras no nível das marés, abrem a concha debaixo da água, e fecham quando a maré baixa.
As cracas dividem-se em duas grandes famílias: balanídeos e lepadídeos. A espécie mais comum no litoral brasileiro é a Balanus tintinabulum. As espécies da família dos lepadídeos assemelham-se a conchas esbranquiçadas, e fixam-se às superfícies por meio de um pedúnculo alongado. Em alto-mar, não existem larvas desses mariscos, que vivem somente nas águas litorâneas, onde se incrustam no suporte onde formarão a concha. Uma vez fixadas, começam a se desenvolver, mesmo que a superfície à qual aderiram se movimente, como no caso das embarcações ou das tartarugas e baleias.