Cereja - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Cereja


 Frutas Comestiveis

Há dezenas de variedades de cereja, obtidas a partir de espécies silvestres. Todas são empregadas em conservas, mas tanto seu sabor quanto a cor -- amarelo, vermelho, roxo-escuro, preto -- podem ser bem diversos. Algumas constituem matéria-prima de bebidas, como o marasquino, o cherry e o Kirsch.
Com cerca de dois centímetros de diâmetro, a cereja é o fruto da cerejeira, árvore do gênero Prunus e família das rosáceas, que compreende a maioria das fruteiras cultivadas na Europa. O gênero conta com cerca de dez espécies na América do Norte e número idêntico na Europa, mas é no leste da Ásia que ocorre a maior concentração de cerejeiras silvestres.
Duas espécies são de particular importância para a fruticultura, ambas de flores brancas: Prunus avium, com altura média de 11m, conhecida no Brasil como cerejeira-verdadeira ou cerejeira-doce, e P. cerasus, com altura média de cinco metros e frutos extremamente ácidos, chamada ginjeira em Portugal. Todas as variedades contêm vitamina A e pequenas quantidades de minerais como o cálcio e o fósforo.
Muitas variedades de cerejeira que não produzem frutos foram apuradas por seleção apenas como plantas ornamentais, sobretudo no Japão. No Brasil, são impropriamente chamadas de cerejeiras, pela semelhança dos frutos, árvores e arbustos de outras famílias, como a cerejeira-do-paraná (Dimorphandra exaltata), uma leguminosa; a cerejeira-do-pará (Malpighia punicifolia), uma malpighiácea; e a cerejeira-do-rio-grande (Myrcianthes ou Eugenia edulis), uma mirtácea.
>