Avestruz - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Avestruz


 Taxonomia

Nas savanas africanas, sobrepairam com freqüência, entre os rebanhos de herbívoros, os longos e graciosos pescoços dos avestruzes, as maiores aves viventes.
Avestruz (Struthio camelus) é uma ave da ordem dos estrutioniformes, que, ao longo de sua evolução, perdeu a capacidade de voar, adaptando-se à vida no solo. O avestruz pode alcançar alturas superiores a 2,5m e chega a pesar até 155kg. A plumagem dos machos é negra, embainhada de branco nas asas e na cauda, enquanto nas fêmeas, de menor tamanho, as penas apresentam coloração parda.
Característicos desses animais são seu longo pescoço, branco e desprovido de plumas e suas vigorosas patas, igualmente desnudas, que terminam em dois dedos, um dos quais é mais volumoso e protegido por uma unha. Esses membros transformam o avestruz em ave corredora, que pode atingir uma velocidade de quase 65km. Esse fato, além da vista apuradíssima, ajuda muito o avestruz a sobreviver no duro habitat da savana africana. Sua área de distribuição compreende grande parte do continente africano, desde o limite meridional do Saara até as regiões próximas da África do Sul.
Embora essas aves sejam onívoras, sua dieta consiste principalmente em ervas, frutos, sementes, invertebrados, insetos, répteis e até mesmo mamíferos de pequeno porte. Ingerem também pedras, que lhes ajudam a triturar os tecidos coriáceos de certos vegetais. Na época do cio, os machos delimitam seus territórios, para os quais acorrem as fêmeas. Os ovos chegam a alcançar até 1,5kg, incubados por seis ou sete semanas. Essas aves, além de constituírem fonte de alimento para os diversos povos aborígines da África, sofreram devastadoras campanhas de caça, pois suas penas foram muito apreciadas para a decoração de trajes e chapéus femininos, especialmente nas primeiras décadas do século XX. Hoje em dia, o avestruz, a maior ave que existe, é criado em granjas dotadas de meios adequados para seu melhor aproveitamento.
Semelhante ao avestruz é a ema (Rhea americana), o nhandu dos indígenas, ave reiforme da América do Sul, que difere do avestruz pelas menores dimensões e por apresentar um terceiro dedo. Outra espécie relacionada com o avestruz é o emu (Dromiceius novae hollandiae), de plumagem cinza-escura, encontrado exclusivamente na Austrália.