Asma - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Asma


 Patologias

Entre os quadros clínicos do aparelho respiratório, o que apresenta maior incidência é a asma. O processo se caracteriza pela diversidade de agentes causais e, em grande parte dos casos, se relaciona a manifestações de natureza alérgica.
Asma é uma doença que se caracteriza por repentinos surtos de dificuldade respiratória, com tosse, sibilação e sensação de falta de ar originada por espasmo ou contração dos brônquios. Distinguem-se dois tipos de quadros asmáticos: o extrínseco, desencadeado por reações alérgicas a pólen, caspa, pêlos e penas de animais, medicamentos etc.; e o intrínseco, de natureza infecciosa. O primeiro tipo em geral se apresenta antes dos trinta anos de idade, enquanto o segundo pode ocorrer em qualquer faixa etária. Na incidência da asma não se registra diferenciação de raças, mas é comum a transmissão por fatores hereditários.
A asma brônquica, em sua forma típica, se manifesta subitamente, mas pode ser precedida por sensação de aperto no tórax. Inicia-se por acesso de tosse e falta de ar, que vai se acentuando, especialmente no ato expiratório. A expiração torna-se consciente, trabalhosa e extensa. O doente assume posição mais ereta, fixando o tórax para que entrem em ação os músculos acessórios da respiração. Aparece chiado expiratório no peito e a dispnéia (dificuldade na respiração) se agrava progressivamente. Finalmente, sobrevêm a cianose (cor arroxeada da pele e mucosas) e, nos casos avançados, palidez e pulso rápido. A crise pode cessar subitamente, mas a dispnéia às vezes dura horas ou dias com a mesma intensidade.
Entre os recursos terapêuticos de que se lança mão contra a asma, cabe citar a dessensibilização por lenta inoculação de doses mínimas do produto ou agente causador dos ataques, com a conseqüente imunização, e a administração de medicamentos destinados ao tratamento dos sintomas. Entre os mais comuns estão os broncodilatadores, como os derivados da teofilina e da adrenalina, e os mucolíticos, que aumentam a fluidez das secreções mucosas