Arenque - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Arenque


 Taxonomia

Numerosos peixes vivem agrupados em grandes cardumes que se deslocam de forma sincronizada pelas extensões marinhas. Alguns deles, entre os quais o arenque, constituem uma das bases da indústria pesqueira de muitos países.
Arenque (Clupea harengus) é um peixe osteícte, isto é, de esqueleto ósseo, da família dos clupeídeos, à qual também pertencem espécies muito apreciadas, como a sardinha e a savelha. Não costuma ultrapassar quarenta centímetros de comprimento, seu corpo é alongado e apresenta cor prateada com abundante irisação.
Os arenques se distribuem pelo Atlântico norte, desde as costas da Terra Nova, dos Estados Unidos e da Groenlândia até as da Europa (ilhas britânicas, mar do Norte e mar Báltico). Requerem águas cuja temperatura não exceda 15o C e, por causa das variações térmicas anuais que se produzem no Atlântico em conseqüência dos deslocamentos induzidos pela corrente do Golfo, realizam migrações periódicas de norte para sul. Vivem em alto-mar, reunidos em grandes cardumes de milhões de indivíduos. Alimentam-se de larvas de crustáceos e zooplâncton (animais diminutos que fazem parte do plâncton marinho), filtrados através de suas brânquias (guelras). Esses órgãos formam uma espécie de pente muito cerrado que atua como uma peneira para reter as partículas de alimento.
A reprodução se dá em determinadas áreas e épocas, nas quais machos e fêmeas, em perfeita sincronia, soltam no mar seus gametas, produzindo-se assim a fecundação. A postura é relativamente escassa para um peixe, já que cada fêmea põe em média cerca de trinta mil ovos.
Os arenques são um produto pesqueiro de primeira ordem: a cada ano capturam-se vários milhares de toneladas. Grande parte dessa produção é submetida a processos de defumação ou salga.