Arara - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Arara


 Taxonomia

Caracterizadas pelo grande tamanho, forte bico curvo e vistoso colorido da plumagem, as araras incluem-se entre as mais belas aves das matas latino-americanas.
Arara é a denominação comum a diversas aves da família dos psitacídeos, pertencentes aos gêneros Anodorhynchus, Cyanopsitta e Ara. As araras são notáveis por seu possante bico, capaz de quebrar os frutos e sementes mais duros de que se alimentam. Nessa operação utilizam com freqüência a língua carnuda, com que extraem a polpa. A plumagem exibe tons vistosos, combinados em diferentes gamas, em que se alternam o vermelho intenso com amarelo, azul metálico, púrpura e verde-esmeralda, por isso muito usada na arte plumária indígena. As plumas posteriores formam extensas caudas que superam o comprimento do corpo. O aspecto é semelhante em ambos os sexos.
As araras compreendem 18 espécies, distribuídas pela América tropical. A arara-vermelha, ararapiranga ou araracanda (Ara macao) mede cerca de um metro de comprimento e apresenta plumagem escarlate em quase todo o corpo, com exceção de partes amarelas nas asas e cara. A mais comum no Brasil é a arara-azul, arara-preta ou araraúna (Anodorhynchus hyacinthinus), de bela cor azulada, com o peito e zonas ventrais amarelos. Na arara-verde (Ara chloroptera) predomina a cor vermelha, mas as penas superiores das asas são verdes. A canindé (Ara ararauna) tem plumagem azul e amarela. As outras espécies do gênero Ara, em número de seis, têm cor verde como distintivo fundamental e são conhecidas como ararinhas e maracanãs, devido a seu tamanho, cerca de cinqüenta centímetros.
As araras vivem em pequenos grupos ou casais, nas copas das matas e cerrados. Nidificam em ocos cavados no alto do tronco de palmeiras. O período de incubação médio dura cerca de 34 dias. Aves barulhentas, soltam com freqüência gritos ensurdecedores.