Aldeído - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Aldeído


 Bioquímica

Obtidos através da oxidação de álcoois primários em meio ácido ou de sua desidrogenação catalítica em presença de cobre, os aldeídos de maior peso molecular são muito utilizados na indústria de cosméticos.
Aldeído é um composto químico orgânico que se caracteriza pela presença, em sua estrutura, do grupamento H-C=O (formila), ligado a um radical alifático (sem anéis benzênicos) ou aromático (com um ou mais anéis benzênicos).
A fórmula bruta desses compostos mostra que o aldeído corresponde a um álcool com dois átomos de hidrogênio a menos. A nomenclatura oficial consiste em substituir o "o" dos hidrocarbonetos correspondentes por "al". Nos compostos que apresentam ramificações, considera-se como base a cadeia mais longa, iniciando-se nela a numeração. Geralmente, os aldeídos mais simples são designados a partir dos ácidos carboxílicos correspondentes. Assim, o composto derivado do ácido butírico é chamado de aldeído butírico ou de butiraldeído.
O número de carbonos dos aldeídos influi em suas propriedades. O odor dos que têm baixo peso molecular é irritante, mas, à medida que o número de carbonos aumenta, torna-se mais agradável: os que possuem de 8 a 12 átomos de carbono são usados em perfumes sintéticos. O ponto de ebulição também se eleva com o aumento do peso molecular, mantendo-se, porém, mais baixo que o dos álcoois com o mesmo número de carbonos. A alta solubilidade em água dos aldeídos de baixo peso molecular diminui rapidamente à medida que o número de carbonos aumenta: os aldeídos aromáticos são insolúveis em meio aquoso.


Principais aldeídos. O aldeído fórmico (formaldeído ou metanal), solúvel em água, encontra-se no comércio sob essa forma, em concentração de aproximadamente 37% (formol ou formalina). Em condições normais de temperatura e pressão (ponto de ebulição de -21o C), é gasoso e tem odor picante. Usado principalmente na fabricação de resinas sintéticas, é útil também (só ou combinado com uréia ou melanina) para aumentar a resistência dos tecidos de rayon e como preservativo de espécies biológicas.
O aldeído acético (acetaldeído ou etanal) é um líquido incolor, volátil e de odor característico. Usado principalmente na obtenção do etanol, do ácido acético, do anidrido acético e da acetona (ou propanona), tem outros empregos, como a redução dos sais de prata, no fabrico de espelhos; a produção de resinas sintéticas e de corantes; e a preservação de frutas.
O aldeído benzóico (ou benzaldeído), um dos produtos da hidrólise da amidalina, é largamente empregado na síntese de compostos orgânicos, bem como na indústria de corantes e  perfumes.