Aipo - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Aipo


 Botânica

As virtudes curativas do aipo foram descritas nos tratados médicos dos chineses da antiguidade. Suas propriedades eram também apreciadas pelos gregos e romanos, que consumiam habitualmente o vegetal.
O aipo (Apium graveolens), planta herbácea da família das umbelíferas, de duração bienal, pode ultrapassar noventa centímetros de altura. O caule é estriado e as folhas são lobuladas, com as bordas dentadas. As flores, pequenas e brancas, estão reunidas em umbelas, ou seja, inflorescências, nas quais os pedúnculos florais partem de um mesmo ponto e atingem igual altura.
As variedades conhecidas pelo nome de aipo dividem-se em dois grupos principais, o primeiro integrado por todas as espécies cujos pecíolos, de coloração branca, rósea, vermelha ou violácea, são comestíveis. O segundo inclui as variedades do aipo-rábano ou salsão, algumas das quais têm raízes comestíveis, ao passo que outras apresentam folhas que são usadas como condimento. O aipo é empregado na alimentação humana cozido ou em saladas. Indicado para o tratamento de diversas doenças como diurético, excitante, antitérmico, carminativo e no combate ao escorbuto, é também usado como aperitivo.