Ácaro - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Ácaro


 Artrópodes

Disseminados por todo o mundo, os ácaros são encontrados desde as profundezas marinhas até altitudes que ultrapassam cinco mil metros e sobrevivem tanto no frio quanto em temperaturas elevadas.
Ácaro é o nome geral dos aracnídeos da ordem Acarina, com quatro famílias de maior expressão e milhares de espécies e subespécies, muito freqüentes nas regiões tropicais e subtropicais. Das formas parasitas, umas atacam as plantas, outras os animais e o homem. Há ainda os ácaros que se distinguem por serem parasitas no estado larvar e livres depois de adultos.
Os ácaros da família dos ixodídeos, que incluem os carrapatos, são vetores de diversas formas de tifo exantemático, como o das montanhas Rochosas, o neotropical ou o paulista, e incomodam e intoxicam profundamente como parasitas da pele. Além das dermatoses, às vezes intoleráveis, que sua presença na pele do hospedeiro provoca, costumam transmitir, não poucas vezes, microrganismos como filárias, babésias e leishmânias.
Os argasídeos escondem-se em geral durante o dia em fendas ou fissuras escuras e só de noite avançam sobre seus hospedeiros para chuparem sangue. Muitos argasídeos são vetores e transmissores de espiroquetas, como os das febres recorrentes. Alguns parasitam pombos e outros são encontrados sobre aves domésticas, principalmente galinhas.
Os sarcoptídeos, ou ácaros da sarna, são, na maioria dos casos, parasitas da pele. A espécie Acarus siro, difundida em todo o mundo, já era conhecida na antiguidade como causadora da sarna humana. As fêmeas fecundadas penetram na pele humana e atravessam o estrato córneo até a camada de Malpighi. Aí se alimentam de células epiteliais, cavando um corredor, paralelo à superfície da pele, com quatro ou cinco centímetros de extensão. Durante sua progressão, depõem de vinte a trinta ovos. O corredor é tão estreito que os parasitas não podem se virar; morrem em cerca de três meses. A intensa coceira faz com que as vítimas passem as unhas sobre esses corredores, dilacerando ainda mais a pele e provocando pústulas e eczemas, muitas vezes infectadas por estafilococos e estreptococos.
Os demodicídeos também são importantes como parasitas. Entranham-se em geral nas glândulas sebáceas do rosto e, mais raramente, em outros lugares do corpo. Muitas inflamações em volta dos olhos são devidas a esses ácaros. Há variedades que parasitam animais domésticos como o cavalo e o cão. A sarna vermelha, em volta dos olhos deste último, é não raro causada por um Demodex
-on