Abutre - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Abutre


 Taxonomia

O majestoso vôo em círculos dos abutres é um espetáculo freqüente no céu de diferentes regiões de clima quente ou temperado. Dotados de agudo sentido de visão, das alturas vasculham o solo em busca dos animais mortos de que se alimentam.
O abutre é uma ave de rapina, pertencente à ordem dos falconiformes, que em geral se alimenta de carniça. Seu pescoço é longo e desprovido de penas, ou coberto de plumagem curta, de modo a poder introduzir a cabeça no corpo dos animais mortos. O bico, forte e curvo, é capaz de arrancar aos pedaços o couro dos grandes herbívoros.
Amplamente distribuídos pelas regiões temperadas e tropicais do mundo, os abutres estão ausentes, porém, da Austrália e das ilhas oceânicas. Esses animais alimentam-se geralmente de carniça, restos de comida e excrementos, mas raramente de outros animais vivos. Os abutres podem permanecer no ar por horas seguidas. Quando um deles encontra um animal morto ou agonizante, outros a quilômetros de distância voam em sua direção. Entre os abutres há uma rígida organização social, que se baseia no tamanho do animais e na força de seu bico. Todos, entretanto, perdem na disputa para predadores de mamíferos como os chacais e as hienas.
A família dos acipitrídeos compreende os abutres propriamente ditos, ou abutres-do-velho-mundo. Entre as espécies mais notáveis estão o abutre-negro (Aegypius monachus), da Ásia central, o rei-dos-abutres (Sarcogyps calvus), da Índia, e o abutre-dos-cordeiros (Gypaetus barbatus), que teve outrora como habitat as regiões montanhosas da Europa meridional. Uma espécie da África central e ocidental, o Gypohierax angolensis, se destaca pelo particular regime alimentar, constituído quase exclusivamente de frutos do dendezeiro.
Às espécies descritas correspondem, no continente americano, os condores e urubus, incluídos numa família separada, a dos catartídeos. O condor (Sarcorhamphus gryphus) se encontra exclusivamente na cordilheira dos Andes, alimenta-se de carniça e, eventualmente, de animais vivos incapazes de oferecer resistência. Os urubus, conhecidos como abutres-do-novo-mundo, são encontrados desde o Canadá até o extremo-sul da Argentina.