Abricó - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Abricó


 Frutas Comestiveis

Pela designação genérica de abricó conhecem-se árvores frondosas de três famílias distintas, todas frutíferas e fornecedoras de madeira para carpintaria e marcenaria.
O abricó-do-pará (Mammea americana), da família das gutiferáceas, chega a 15m de altura. Sua madeira pode ser esbranquiçada, branco-rosada ou vermelho-pálida. A resina, a raiz e as folhas, de propriedades inseticidas, são utilizadas para curar feridas e matar o bicho-de-pé. O fruto (mamão, em Cabo Verde, ou abricó-de-são-domingos) é carnoso e quase esférico, com diâmetro entre 15 e 22cm. Seus brotos, macerados e fermentados, proporcionam uma bebida embriagante.
O abricoteiro-do-mato (Mimusops elengi), da família das sapotáceas, varia na altura entre 12 e 15m. Os frutos têm de dois a três centímetros de comprimento e a madeira é vermelho-escura. A casca vermelha e as raízes têm propriedades adstringentes e são usadas contra febre.
O abricó-das-antilhas (Lucuma pauciflora), também da família das sapotáceas, é planta frutífera pequena, mas de boa sombra. Já o abricó-de-macaco (Couroupita surinamensis), da família das lecitidáceas, é árvore altíssima que dá um fruto globoso, de polpa roxa e sementes comestíveis. O apricot (Prunus armeniaca) dos ingleses, ou damasco, é fruta inteiramente diversa.