A Célula Vegetal - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



A Célula Vegetal


 Citologia

Aspectos Gerais

No processo da fotossíntese, a célula vegetal transforma a energia luminosa na energia química presente em moléculas de glicose, que podem ser usadas na respiração celular, podem ser armazenadas ou servir de matéria-prima para a produção de outras moléculas orgânicas, como proteínas e gorduras.

A substância que capta a luz é um pigmento verde chamado clorofila, presente no interior dos cloroplastos, organóides citoplasmáticos típicos das células vegetais.

A fotossíntese pode ser assim resumida:

6 CO2 + 6 H2O ====> glicose + 6 O2

As moléculas de glicose, produzidas na fotossíntese, podem ser armazenadas na célula vegetal em grânulos de amido.

A célula vegetal é revestida pela membrana plasmática. Externamente, possui a parede celular ou esquelética, constituída por celulose, uma grande molécula de açúcar sintetizada pela própria célula. Essa parede é espessa e resistente, mas totalmente permeável. A parede celular permite a entrada de água, mas não em quantidade suficiente para arrebentar a célula.

 

De 5 a 95% do volume da célula vegetal são ocupados pelos vacúolos, grandes bolsas de água revestidas por uma membrana semelhante à membrana plasmática. Controlam a entrada e a saída de água na célula, e é um depósito de algumas substâncias. Esses grandes vacúolos, exclusivos das células vegetais, são chamados de tonoplastos.

A organização básica de uma célula vegetal é semelhante à de uma célula animal. Muitos organóides são comuns a ambas, como as mitocôndrias, o retículo endoplasmático, o complexo de Golgi e os ribossomos. Nas células dos vegetais superiores, não são encontrados os centríolos, presentes apenas em vegetais simples, como as algas. Os peroxissomos e os lisossomos estão ausentes ou são raros. As células das sementes possuem lisossomos que, durante a germinação, digerem as substâncias nutritivas armazenadas. Por outro lado, a parede celular, os cloroplastos e os grandes vacúolos são encontrados em células vegetais, mas não nas animais.